domingo, 21 de agosto de 2016

HISTÓRIA | Como os atletas da antiguidade se preparavam para as Olimpíadas?


De homenagem a Zeus à celebração do espírito esportivo, os Jogos Olímpicos atravessaram o tempo forçando cada vez mais preparo dos seus atletas. 


A Olimpíada é, nos tempos modernos, o maior evento esportivo do planeta. Reunindo, a cada quatro anos, diferentes modalidades esportivas e seus respectivos atletas. Os Jogos Olímpicos exigem cada vez mais que seus praticantes sejam os melhores e para isso o preparo é a vida para os atletas.

Se hoje temos uma noção das formas como ginastas, nadadores, maratonistas e tantos outros competidores se preparam para as Olimpíadas, como os atletas da antiguidade se preparavam para os Jogos?

Segundo Miles Russel, o preparo dos atletas da antiguidade consistia em normas rigorosamente controladas.


Vencer era tudo e para que os atletas alcançassem o sucesso, grandes esforços eram feitos, como chegar um mês antes dos Jogos começarem para que pudessem treinar e conferir seus opositores.

Os atletas não deveriam apenas dominar seus próprios movimentos como também se certificar de estarem corretos ao olhar dos oficiais. Árbitros da antiga luta olímpica poderiam chicotear competidores caso cometessem alguma falta.

Alojados distantes da sociedade, algo como as modernas Vilas Olímpicas, os atletas gregos eram submetidos a punitivos exercícios físicos com o intuito de alcançarem o auge de suas aptidões e beleza – eles tinham que estar em ótima aparência já que iam competir completamente nus.

As dietas eram rigorosamente controladas e era esperado que os competidores se abstivessem de qualquer prazer, como o sexo, que pudesse enfraquecê-los fisicamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário