domingo, 14 de fevereiro de 2016

História | Por que aconteceu a Era Viking?


E os vikings começaram a invadir e pilhar... mas por quê?


Apesar de possuírem um alfabeto rúnico, os vikings não escreveram sua história. Dessa maneira não sabemos exatamente porque os vikings começaram suas incursões em 793. Os estudiosos tem muitas teorias sobre as razões pelas quais os escandinavos deixaram suas casas para promover ataques extensos, missões comerciais e explorações. Algumas dessas explicações incluem:

pressão populacional e a falta de terras boas para o cultivo

muitos filhos sem terra

propriedades ricas da igreja e cidades desprotegidas eram alvos fáceis

desequilíbrios comerciais entre os cristãos europeus e os vikings pagãos

a concorrência entre os chefes

a atração por aventuras em terras estrangeiras


Pressão populacional

A maioria dos estudiosos hoje concordam que a teoria da pressão populacional não possui peso. Como a era dos ataques vikings e as negociações trouxeram riquezas aos escandinavos, a crescente prosperidade poderia ter levado a um aumento populacional, porém o crescimento populacional não foi uma causa da Era Viking.

Filhos sem terra

Os vikings praticavam a primogenitura, o que significa que o filho mais velho herda tudo e os filhos mais jovens ficam sem nada. Sem terra para cultivar, os filhos mais novos teriam de encontrar uma maneira de ganhar a vida. Essa teoria parece provável que, pelo menos, como um dos fatores que conduziram à expansão escandinava na Europa.

Alvos fáceis

Vikings não eram cristãos, portanto, não viam nenhum obstáculo em atacar centros eclesiásticos, como mosteiros. No entanto, mesmo na guerra, os cristãos não atacavam propriedades da Igreja e, pelo menos não por muitas vezes, essas propriedades ficavam desprotegidas. Sem dúvida, os vikings viram nessas propriedades alvos fáceis, já que a Igreja tinha crescido muito em riquezas e geralmente era mais rica que muitos reis e comerciantes.


Desequilíbrios comerciais

Enquanto que em épocas anteriores, os escandinavos negociavam com os europeus, a situação mudou quando a Europa foi sendo cristianizada e muitos comerciantes europeus recusavam-se a negociar com os pagãos e muçulmanos. Isso criou um problema para os vikings, e talvez eles viram nos ataques uma forma de corrigir esse problema.

Luta pelo poder em terras vikings

A saga Ynglinga, escrita por Snorri Sturlson da Islândia, e com base nos escritos anteriores dos skalds noruegueses, afirma que, quando Harald Fairhair manteve a Noruega sobre seu controle, muitos chefes deixaram de viver sob o domínio do rei. Parece provável que este foi um dos motivos causadores da Era Viking, onde vikings decidiram invadir para se alocarem em outros lugares.

O espírito de aventura

Os vikings formavam um povo de pessoas corajosas que, sem dúvida, sentiram atração por aventuras em terras estrangeiras. Uma forte crença pagã era de que o destino de cada pessoa era definido pelas Norms e que a morte em campo de batalha não era apenas nobre como conduzia para o Valhalla com Odin. Com essas crenças, por que não dar oportunidade as invasões? Após o primeiro ataque, a rentabilidade teria sido óbvia para todos.

FONTE: Esse texto foi traduzido e adaptado do original Why Did the Viking Age Happen? do site History On The Net.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário