terça-feira, 7 de janeiro de 2014

DEUSES DO ANTIGO EGITO



A religião é algo muito característico do Egito Antigo. As pirâmides, verdadeiros templos funerários, a mumificação, preparação do corpo para outra vida e uma religião com um grande número de deuses comprova que os antigos egípcios tinham na prática religiosa um dos seus principais marcos de identificação. 

O faraó, soberano do Egito, era visto como algo divino, pois descendia do deus Hórus e dessa forma legitimava seu poder por todo o território egípcio. Percebemos aí a religião como um artifício político. 

Sendo politeísta, ou seja, formada por vários deuses, a religião egípcia possuía deuses para praticamente todos os aspectos da vida cotidiana. Seus deuses podiam formas zoomórficas (deuses com corpo de animal), antropomórficas (deuses com corpo humano) e antrozoomórficas (deuses que misturavam a forma humana e animal). Veremos logo mais na descrição de alguns deuses egípcios que os animais eram idolatrados como deuses. 

Confira alguns deuses do vasto panteão de deuses do Egito Antigo: 

ANÚBIS 
Era o deus dos mortos e das necrópoles (cidade dos mortos), tinha ligações com os processos de mumificação. Era representado tanto como um homem com cabeça de chacal de fato. A associação com o chacal ocorre porque era um animal comum nas necrópoles.

Anúbis

AMON 
Considerado o rei dos deuses, muitas vezes associado ao deus Rá (ou Ré) formado assim o deus Amon-Rá, era o deus que traz o sol e a vida ao Egito. Amon era representado com a forma de um homem em túnicas reais com duas plumas do cabelo. 

Amon
ATUM 
Em Heliópolis, Atum era considerado o rei de todos os deuses, aquele que criou o universo. Era representado como um rei, ou menos frequentemente como uma serpente usando as duas coroas do alto e do baixo Egito. 

Atum

BASTET 
Era a deusa da guerra, tinha uma profunda relação com a deusa Mut e com Sekhmet. Era representada como uma mulher com a cabeça de gato ou cabeça de leoa.

Bastet

HATOR 
É uma das deusas mais veneradas do Egito, é a deusa das mulheres, dos céus e da necrópole de Tebas. Ela também era venerada, pois trazia a felicidade e era chamada de “dama da embriaguez” e muito celebrada em festas. É representada como uma mulher com chifres de vaca e um disco sobre a cabeça, ela também pode ser representada com a forma de vaca ou simplesmente com uma cara de vaca.

Hator

HÓRUS 
Hórus era o deus do céu, representava as forças da ordem triunfando sobre a desordem. Filho de Osíris e Isis lutou contra Seth, o deus da desordem, e ao se levantar triunfante ganhou o direito de governar o trono egípcio. Sua representação na Terra é na forma dos faraós, é daí que parte o estado divino em que os faraós se apoiavam para governar as terras do Egito Antigo. Sua representação divina era de um homem com a cabeça de falcão, ou então apenas um falcão.

Hórus

ISIS 
A deusa mais popular do Egito, Isis representa a magia e os mistérios de todo Egito. Foi mulher de Osíris e quando ele foi destruído, ela partiu pelo Egito em busca dos pedaços de seu amado e o traz de volta a vida com a ajuda de Anúbis para poder gerar seu filho, Hórus. Ela também representa a mãe perfeita em sua dedicação. É representada como uma mulher que costuma carregar inscrita sobre sua cabeça os hieróglifos referentes ao seu nome.

Isis

MAÁT 
É a deusa da justiça, representa o equilíbrio e a harmonia do universo da maneira que ele foi criado. É a guardiã dos tribunais. É representada como uma mulher humana que traz em sua cabeça a pluma de um avestruz.

Maát

OSÍRIS 
Osíris é o irmão de Seth e marido de Isis, é o filho primogênito de Geb (a terra) e Nut (o céu) e por isso teve o direito de governar o trono do Egito, mas seu irmão, Seth, por inveja destruiu Osíris e espalhou por todo o Egito os pedaços de Osíris. Isis e Néftis procuram pelo Egito os seus pedaços e trazem de volta a vida com a ajuda de Anúbis. Por fim ele e Isis geram um filho, Hórus. Enquanto seu filho reina e comanda o mundo dos vivos, Osíris assumiu o comando do mundo subterrâneo e julga os mortos. É representado em forma de múmia, com uma coroa branca e com plumas e chifres.

Osíris

RÁ 
Rá (também conhecido como Ré) é o deus sol e guardião da cidade de Heliópolis (que em grego significa Cidade do Sol). Tem representação de um falcão que clareia a Terra durante o dia.


SETH 
Seth é um deus imprevisível e caótico, por isso representa o caos e do deserto. Luta com todas as forças contra os inimigos do sol e sempre apoia os faraós, mas em seus momentos caóticos nunca se pode ter certeza de suas ações, como quando em um momento de ciúmes e fúria ele ataca e destrói seu irmão, Osíris, e depois caça incansavelmente Hórus. É representado com a cabeça de um animal até hoje não identificado, ou então como uma animal em si.

Seth

Bibliografia: Revista Egito. Editora Escala, ano I, nº 1, p 20-32.

Um comentário:

  1. eu quero saber sobre RA e suas açoes como elas fazias coisas e como era a sua vida aqui descreve muito pouco dele

    ResponderExcluir